Cena de Star Wars reproduzida em lego

A chegada do Imperador” é uma das cenas mais memoráveis da Saga Star Wars. O criador Jay Hoff, usou cerca de 30.000 peças de Lego para fazer todo o cenário e elenco.
Se você se lembrar da cena, vai lembrar também de cada detalhe, o impressionante tapete vermelho e o chão preto brilhante, tudo fiel ao original. O mais legal também, é que esses detalhes podem ser vistos por todo cenário, inclusive as paredes.
 Veja as fotos: 
https://i0.wp.com/discordar.com.br/wp-content/uploads/2011/05/1303821912m_SPLASH.jpg?w=750
https://i1.wp.com/discordar.com.br/wp-content/uploads/2011/05/www.forevergeeke1304024839563.jpg?w=750https://i1.wp.com/discordar.com.br/wp-content/uploads/2011/05/1303821595m_SPLASH1.jpg?w=750https://i1.wp.com/discordar.com.br/wp-content/uploads/2011/05/1303821912m_SPLASH1.jpg?w=750https://i0.wp.com/discordar.com.br/wp-content/uploads/2011/05/legojediemperor3e1304024980993.jpg?w=750https://i0.wp.com/discordar.com.br/wp-content/uploads/2011/05/legojediemperor3e1304024980993.jpg?w=750https://i2.wp.com/discordar.com.br/wp-content/uploads/2011/05/legojediemperor2e13040253781201.jpg?w=750https://i1.wp.com/discordar.com.br/wp-content/uploads/2011/05/legojediemperor4e1304025043690.jpg?w=750 
E que a Força esteja com você.

Lista: 10 verdades sobre a Informática que é bom saber

Mesmo que seja verdade que o universo computacional esteja em constante evolução, algumas coisas não mudam. Assim, apesar de estarmos nas portas de uma nova revolução deflagrada pela miniaturização de hardware e a fragmentação de software, os velhos problemas continuam existindo e tão cedo não tornar-se-ão histórias do passado.

1) Backups NON ECZISTEN.

Agora que estamos migrando os nossos principais dados para a nuvem, mais do que nunca a falta de backup está deixando as pessoas realmente nervosas quando perdem tudo, pois em algumas circunstâncias as suas senhas também são roubadas, o que torna o prejuízo enorme. A solução e fazer eles(os backups) existirem.


2) 0 segundos nunca é igual a zero segundos do mundo real.

Sabe aquelas barras de download que tanto apavora os usuários servidos por banda estreita? O incrível é que quando chega ao zero segundo, que seria teoricamente tempo algum, a coisa pode se estender por muitos segundos, até minutos e em alguns casos empaca até você apelar para o famigerado CTL-ALT-DEL e perder todo o download.

3) A ajuda nunca funciona.

Vamos falar sinceramente, aquelas ajudas que os programas oferecem quando você precisa desesperadamente de uma informação alguma fez te ajudou? A mim não e acredito que à grande maioria das pessoas também – os fóruns da internet costumam resolver as dúvidas.

4) Discos rígidos devem ser necessariamente dispositivos silenciosos.

Esta é a teoria, pois se na prática você começar a ouvir um zumbido partindo do HD, ou clacs e estalidos estranhos quando liga o computador, ou o HD começa a levar uma eternidade para “arrancar”, então lute imediatamente contra a 1ª verdade copiando o seu diretório de dados para outro HD.

5) O HD sempre está fragmentado.

Mesmo que você use um disco rígido só para o sistema e programas e outro para dados, certamente o do sistema estará fragmentado. Os benefícios da desfragmentação duram uns 2 dias e logo após vem a famosa degradação na velocidade e você estará dando com os burros n’água de um computador lerdo feito uma carroça.

6) Sempre há algo da moda infectando os computadores.
A tecnologia evolui e o mal com ela. Uma vez as pessoas se infectavam com disquetes, depois com o advento da internet, tudo se complicou e começaram as ondas de infestações por anexos de e-mail. Mais recentemente teve a onda dos vírus de pendrive e agora a moda é pegar malwares através de sites idôneos comprometidos com links maliciosos. Contra esta modalidade de infecção, resta orar pela eficiência do seu antivírus.
7) Browsers jamais abrem sites sozinhos.
Quando os navegadores adquirem“vida” e “inteligência” suficientes para abrirem sites, quase sempre pornográficos ou do Mercado Livre, então acredite nesta verdade: isto com certeza é sintoma de vírus.
8) Computadores de datashow nunca funcionam quando mais precisamos deles.
Caso você tenha uma apresentação importantíssima para fazer e confia cegamente no computador do lugar, acautele-se, pois muitas coisas podem dar errado: o mouse não funciona, a versão do Power Point não é compatível, o computador trava no meio da apresentação, etc. Por isso, a verdade que mais funciona é o SEU laptop levado embaixo do braço.
9) A grande maioria dos problemas dos computadores é resolvida com um só método.
Quando tudo o mais falha, a solução quase infalível é desligar tudo, esperar 30 segundos, e religar. Evite a opção “reiniciar o Windows”, que é o reboot a quente, que nem sempre funciona como o reboot a frio.
10) Se o método acima não funciona, aplique a solução mais infalível de todas.
Quando o computador simplesmente não inicializa o Sistema Operacional (não dá o boot), então, usando um mínimo conhecimento técnico você deve estar preparado para a operação ninja de retirar os chips de memória da placa mãe e a placa de vídeo (se esta for off-board). Munido de uma borracha de lápis, limpe os contatos banhados a ouro e certifique-se de que não ficou nenhuma sujeira. Depois dos componentes perfeitamente reinstalados, você constatará como um procedimento tão simples acaba com a maioria dos pesadelos na informática.

Coisas que talvez você não saiba sobre Star Wars

  • Alguns dos asteróides que compõem a chuva de rochedos espaciais, em que Han Solo entra para despistar as naves do Império, durante “O Império Contra-Ataca”, são batatas (com casca) filmadas sobre fundo azul.
  • O personagem Chewbacca, da primeira trilogia, teve o visual inspirado no cachorro de estimação de George Lucas, chamado Indiana (o mesmo cão inspirou o nome do personagem Indiana Jones). 
  • A lendária nave de Han Solo, a Millenium Falcon, teve o design inspirado num sanduíche — um hamburguer com uma azeitona pregada em cima por um palito — que Lucas comeu enquanto escrevia o roteiro de “Guerra nas Estrelas”. 
  •  As roupas usadas pelo exército humano que serve ao Imperador, nos episódios Quatro, Cinco e Seis, são inspiradas na farda do Exército nazista. 
  •  A cápsula da nave Discovery, do filme “2001 — Uma Odisséia no Espaço”, aparece no ferro-velho de naves espaciais onde Anakin Skywalker trabalha, no planeta de Tatooine, durante “A Ameaça Fantasma”. 
  • Apenas duas seqüências em “A Ameaça Fantasma” foram rodadas em película; todo o resto foi registrado por câmeras digitais. Já em “Ataque dos Clones” a película foi aposentada de vez. Também não existe filme de verdade em “A Vingança dos Sith”. 
  • Quando começou a gravar suas partes como Obi-Wan Kenobi, em “A Ameaça Fantasma”, o ator escocês Ewan McGregor fazia inconscientemente, com a boca, o zumbido dos sabres de luz durante as cenas de batalha. Era uma lembrança distante dos tempos de criança. Por causa do zumbido, que ele não conseguia deixar de fazer, os outros personagens caíam na gargalhada, atrapalhando as filmagens.
  • Para solucionar problemas como falta de profundidade ou imagem com cores lavadas, assim que “Ataque dos Clones” terminou de ser editado, recebeu um banho de cores digitais, que incluiu um software de tratamento especial para corrigir as tonalidades da pele dos atores. Uma técnica atualizada foi usada em “A Vingança dos Sith”. 
  • A batalha de sabres de luz travada entre Yoda e o Conde Dookan, em “Ataque dos Clones”, foi gerada 100% em computadores, com dublês digitais que simulam — em alta velocidade — os movimentos do pequeno ser verde e do ator Christopher Lee, de 80 anos.
  • Duas semanas antes da estréia mundial do primeiro “Guerra nas Estrelas”, em 1977, o ator Mark Hamill, que faz Luke Skywalker, sofreu um acidente de carro que lhe deixou em coma e com o rosto desfigurado. Durante meses, George Lucas torceu pela recuperação do seu protagonista, para que pudesse continuar a série. Mesmo assim, para justificar as cicatrizes no rosto do ator, George teve que incluir uma cena, na abertura do filme seguinte, “O Império Contra-Ataca”, em que Luke sofre um ataque de um monstro, no planeta gelado de Hoth, e tem a face retalhada. 
  • O famoso ET de Spielberg dá as caras duas vezes durante a trilogia, ambas em “A Ameaça Fantasma”: integrantes da raça dele aparecem, em segundo plano, durante uma sessão no Senado intergalático; e depois, quando a comitiva da princesa Amidala chega a Tatooine, é possível ver à distância as silhuetas de ET e do garoto Elliot. 
  •  O visual do robô C-3PO é uma homenagem ao famoso andróide feminino de “Metropolis”, o filme de Fritz Lang.  
  • O termo Jedi foi tirado da expressão Jidai Geki, usada para designar os dramas nipônicos que envolvem os samurais e são ambientados no Japão feudal. 
  •  A vitória dos Ewoks contra as tropas imperiais, em “O Retorno de Jedi”, é comemorada com um tema tocado numa trombeta pelos seres peludos. A música é a mesma usada no filme “Os Dez Mandamentos”, no momento em que os judeus são libertados e deixam o Egito, guiados por Moisés.
  • O idioma falado pelos Jawas existe de verdade, e é um dialeto dos zulus africanos, só que rodado de forma mais acelerada.
  • Jodie Foster fez teste para o papel da princesa Leia, em 1977, mas foi recusada, assim como Sissy Spacek.
  • Christopher Walken e Burt Reynolds foram cogitados para o papel de Han Solo, mas George Lucas não tinha dinheiro para contratar astros. Por isso, escolheu um cara que trabalhava na época como carpinteiro e que foi responsável, entre outras obras, por construir o estúdio do músico brasileiro Sérgio Mendes: Harrison Ford. 
  • O ator japonês Toshiro Mifune recusou o papel de Obi-Wan Kenobi, em 1977. Obi-Wan foi concebido por Lucas para ser interpretado por um ator oriental, mas nenhum astro japonês aceitou a incumbência, que acabou nas mãos do inglês Alec Guiness. 
  • Os cineastas David Lynch e David Cronenberg declinaram do convite para dirigir “O Retorno de Jedi”, alegando que possuíam visões muito pessoais para se submeter a filmes de franquias cinematográficas.
  • Uma das falas mais famosas de Han Solo surgiu de uma brincadeira no set. Em “O Império Contra-Ataca”, o diretor Irwin Kershner tentava gravar um diálogo romântico entre Leia e Solo, no momento em que este vai ser congelado: ela diz “Eu te amo”, e ele responde “Eu também”. Depois de dezenas de takes frustrados, Harrison Ford perdeu a paciência. Na tentativa seguinte, quando Leia mandou o “Eu te amo”, ele respondeu na lata, em tom irônico: “Eu sei”. Ficou tão bom – e condizente com a personalidade de Solo – que entrou no filme.
  •  Via.
  • Fotos raras de Star Wars

    Estas são algumas fotos raras de personagens de Star Wars. Na realidade, o que as torna curiosas é que algumas delas foram tiradas durante a produção do filme, intervalos e em situações inusitadas. Confira.

     
    Post tirado do Baú pelo @MarceloMarassi que viu lá no Boteco da Net.

    Games em imagens 8 bits

    Quem cresceu jogando vídeo games com certeza conhece muito bem personagens icônicos como Mario, Chun-Li, Guybrush Threepwood e Donkey Kong. Todos eles eram heróis ou vilões de títulos que ficaram muito famosos. Alguns deles estão na ativa até hoje em novos games ou em relançamentos em HD.
    O artista Aled Lewis utiliza vários elementos da cultura pop em suas obras e resolveu fazer uma homenagem aos games clássicos colocando diferentes personagens juntos em imagens que remontam ao tempo dos jogos em 8-bits. É uma sessão nostalgia total para quem viveu esta época dos games.
    arte em 8bits cachorro e rockyarte em 8bits castelvania e bowser

    arte em 8bits mario e princesaarte em 8bits peter pan e guybrusharte em 8bits simpsons e paper boyarte em 8bits zumbis
    arte em 8bits chin li e camyarte em 8bits donkey kong revenge
    arte em 8bits encanadorarte em 8bits espadaarte em 8bits fique grandearte em 8bits mario e guile