Sweetlinks #40

Chegamos com tudo galera, o blog enfim voltará bem lindão! Para dar início a mais uma sexta-feira, vamos aos clássicos Sweetlinks! Sem mais delongas, vamos ao que interessa, pois…

  1. Pack de GIFs para os amantes da sétima arte (quem fez esse pack nem é gente, é anjo)
  2. Especialistas restauram o maior mapa mundi do mundo feito há 430 anos e com detalhes impressionantes
  3. Alunas do Centro Paula Souza se levantam contra o machismo em salas de aula ASSUNTO BEM SÉRIO, PESSOAL!
  4. Designer cria fonte que combina a escrita em Braille com a tradicional
  5. Pressão estética, gordofobia e baixa autoestima na adolescência: 11 regrinhas para aprender a lidar
  6. Resenha: Pantera Negra
  7. Sensibilidade, força e libertação são fórmula da 2ª temporada de Jessica Jones
  8. As 12 Melhores Séries Animadas de Todos os Tempos
  9. Um perfil no Instagram compara o roteiro do filme com a cena filmada
  10. 18 cartazes de filmes clássicos feitos a mão para exibição em cinemas africanos
  11. A obscura história da trilha sonora do The Sims, seu disco de jazz favorito
  12. Crítica: Filme Tomb Raider
  13. Conheça a equipe feminina de CS:GO que está desbravando o mundo

Mande seu link, ele será postado na sexta-feira!

Logos em suas versões femininas

Para homenagear o Dia Internacional da Mulher, comemorado na semana passada, algumas empresas como Mc Donald’s e MTV alteraram seus logos que usam a letra M para W, em alusão a woman uma iniciativa bacana que mostra que as empresas estão ficando mais antenadas ao empoderamento da mulher.
A Creative Equals, uma organização que apoia mulheres talentosas e promove a diversidade nas indústrias criativas, decidiu substituir logotipos icônicos de diversas marcas por figuras femininas, a fim de destacar as questões da marca desequilibrada na mídia. O projeto incluiu empresas como Pringles, Monopoly, DreamWorks, Schwarzkopf e Bic. A Creative Equals espera que isso traga à tona questões da desigualdade de gênero porque, de acordo com o fundador e CEO da organização, Ali Hanan, 89,5% dos diretores de design são do sexo masculino e podem afetar a identidade de uma marca. Em uma entrevista ao Dezeen, Ali Hanan afirmou que eles não estão atacando nenhuma dessas marcas pessoalmente, mas queriam mostrar uma variedade de exemplos para levar as pessoas a celebrar o Dia Internacional da Mulher e a pensar na necessidade de mais mulheres em posições estratégicas das empresas.
Veja como eles ficaram:

Wallpapers criativos

As pessoas adoram escolher periodicamente wallpapers para seus smartphones ou para seus computadores, é uma forma de mostrar seus gostos e personalizar ainda mais seus gadgets. Dando uma olhada no Bored Panda, achei alguns wallpapers muito divertidos, que podem servir de inspiração para você ou para fazer alguma gracinha com seu colega de trabalho. Aproveitem e, comentem o que mais gostaram! Continue lendo…

Proibição dos cassinos: formas de contornar a lei

Vem criando grande polêmica a discussão sobre a possibilidade de liberação dos cassinos e jogos de azar, um tema que na maior parte dos países europeus e americanos não tem nada de mais nem é notícia, mas que no Brasil é considerado uma questão social nacional. Nos outros países tem uma indústria de diversão, tem leis regulando e ninguém ouve falar que as sociedades estejam colapsando sob o peso do vício. De qualquer forma, mesmo se no Brasil a lei não avançar, quem quiser mesmo jogar tem várias formas de o fazer. Já pensou?

Jogar no cassino online

Essa é a mais acessível. Qualquer pessoa com um computador ou celular com internet pode se ligar no NetBet Casino ou em outra plataforma, se cadastrar e começar jogando em poucos minutos. As empresas estão baseadas fora do Brasil, logo isso nada tem de ilegal.

Punta del Este

Esse resort uruguaio, a que muitos chamam de Mônaco da América do Sul, inclui cassinos em seu leque de diversões. Não é à toa que muitos brasileiros voam para lá; podem ter uma experiência de cassino legal e “legal”, com o conforto, a tranquilidade e a proteção que a lei oferece, sem precisarem se esconder e sabendo que o cassino não vai ter maracutaia para prejudicar seu usuário. De resto, tem muito para ver e visitar na zona.

Cataratas de Iguaçú

Que excelente viagem essa, também! Todo brasileiro deveria poder visitar Iguaçú pelo menos uma vez na vida, e sentir a força e a beleza da natureza, nesse local incrível. As maiores cataratas do mundo parecem realmente construídas em uma outra escala.

Mas como se pode jogar no cassino, ali? Mais fácil não podia ser. Nossos vizinhos argentinos e paraguaios, sabendo da proibição, construíram cassinos ali bem pertinho da fronteira, em Puerto Iguazú e Ciudad del Este, respectivamente. Você só tem de cruzar, e é tão perto que quase pode ir a pé sem problema. O legislador brasileiro bem poderia ficar reclamando dessa pegadinha, mas na Argentina e no Paraguai mandam as autoridades de lá, certo?

Ir jogar no alto-mar

Esse é certamente o jeito mais romântico. Pegar um lindo navio de cruzeiro, navegar tranquilamente sob o sol, e esperar as portas do cassino se abrirem logo que o navio esteja fora das águas territoriais brasileiras, e por isso fora do alcance da legislação também.

Las Vegas, Mônaco…

Sim, nem tínhamos falado nos destinos clássicos! Mas esses já você conhece bem, não é mesmo?