Mulheres são processadas por curtir e compartilhar post

Curtir e compartilhar no Facebook pode dar em processo | Foto: Reprodução

Curtir e compartilhar no Facebook pode dar em processo | Foto: Reprodução

Você é do tipo que vê um post de uma suposta injustiça ou algum absurdo no Facebook e compartilha pra ajudar a pessoa? É bom você segurar a emoção a partir de agora, pois você pode ser processado. Deu na coluna de Mônica Bergamo, na Folha de São Paulo: um veterinário foi acusado injustamente de negligência com uma cadela que ia ser castrada em uma publicação no Facebook, feita por uma mulher. Outras duas mulheres curtiram e compartilharam o post, mesmo sem qualquer prova.

O caso foi parar no Tribunal de Justiça de São Paulo e não deu outra: processinho para as três, e comprovada a inocência do veterinário, elas foram condenadas a R$ 20 mil de indenização, cada uma. É melhor você parar com isso ou dar um toque naquele seu amigo que compartilha tudo que vê, pois a decisão servirá como jurisprudência, ou seja: caso apareça uma situação parecida daqui para a frente, o entendimento da Justiça será baseado nessa decisão. O relator do processo foi o desembargador José Roberto Neves Amorim, que afirmou que “a rede social precisa ser encarada com mais seriedade e não com o caráter informal que entendem as rés”. Ele também ainda disse “há responsabilidade dos que compartilham mensagens e dos que nelas opinam de forma ofensiva”.

Com informações do Olhar Digital

Comentários