Incidente com OVNI em Roswell vira jogo do Doodle

doodle_caso_roswell

O incidente com OVNI em Roswell é relembrado pelo Google com um Doodle especial em recordação aos 66 anos, completados nesta segunda-feira (8). Em julho de 1947, na cidade de Roswell, no Novo México, uma série de acontecimentos teriam ocorrido envolvendo a possível captura dos destroços de um disco voador pela Força Aérea dos Estados Unidos. A ocasião ficou conhecida como “Caso Roswell”, considerado um marco da Ufologia.

O doodle animado de hoje consiste em um jogo de aventura com várias soluções possíveis. Nele, o usuário precisa reunir objetos para reconstruir uma nave espacial e ajudar o extraterrestre a se recuperar de um acidente com seu disco voador para voltar para a casa. Para reconstruir o incidente com OVNI em Roswell basta tocar no símbolo de “play” para uma animação simular a queda do OVNI e depois o internauta poderá controlar o alien, usando apenas as setinhas do mouse e jogar quantas vezes quiser essa novidade.

De acordo com a história, no dia 2 de julho de 1947, na cidade Roswell no novo México, o fazendeiro William “Mac” Brazel cavalgava com o seu filho Vernon, de 8 anos, quando encontrou destroços do que seria um balão meteorológico a 12 quilômetros do rancho em que a família morava. Acostumado a encontrar este tipo de coisa em sua fazenda, Brazel não teria dado importância ao fato, recolhendo o material apenas no feriado de 4 de julho, juntamente com a sua esposa e sua filha mais velha.

incidente-com-ovni-em-roswell-2

Ao contar a história aos Floyd e Loretta Proctor, foi informado de que jornais locais estavam oferecendo até US$ 3 mil por possíveis provas da existência de objetos voadores não identificados (OVNIs). No mês anterior, um piloto norte-americano chamado Kenneth Arnold afirmou ter visto aeronaves fazendo movimentos similares aos de pedras ou discos deslizando sobre a superfície de um lago, o que levou a ser chamado de “discos voadores”.

No dia 7 de julho, o fazendeiro Brazel teria informado o incidente com OVNI ao xerife George Wilcox, do condado de Chavez. O oficial entrou em contato com a base aérea de Roswell, que enviou o Major Billyard Ray Cyrus e o Capitão Sheridan Cavitt, ambos do 509º Grupo de Bombardeiros da Força Aérea Americana, para analisarem os destroços.

incidente-com-ovni-em-roswell-1

No dia seguinte, 8 de julho, o jornal local Roswell Daily Record publicou uma reportagem em sua capa afirmando que o 509º Grupo de Bombardeiros havia se apoderado de destroços de um objeto voador não identificado (OVNI). Com o título “RAAF (‘Roswell Army Air Field’ ou ‘Aeródromo Militar de Roswell’) captura disco voador em rancho na região de Roswell”, a matéria causou uma grande confusão na cidade. Já no dia 9, o mesmo jornal publicou em sua capa “A notícia sobre os discos voadores perde o interesse. O disco do Novo México é apenas um balão meteorológico”. O incidente com OVNI em Roswell é o mais famoso marco da Ufologia, dando supostas provas da existência de vida no espaço sideral.

Versão oficial desmente “disco voador”

Teorias conspiratórias afirmam que a notícia somente foi negada devido a uma campanha de desinformação promovida pelos militares para desacreditarem a população. Os materiais recolhidos haviam sido enviados para análise em instalações secretas dos Estados Unidos e a existência de destroços de um OVNI em Roswell nunca foi confirmada.

lol
A premissa por trás das teorias de quem acredita que era, de fato, um disco voador de extraterrestres, era a mesma: o governo americano também descobriu isso, porém as autoridades decidiram abafar o caso. Oficialmente, há dois relatórios publicados sobre este polêmico incidente, uma de 1994 e outra de 1997.

No primeiro, o OVNI em Roswell  seria um balão meteorológico. No segundo, fala-se dos “corpos” encontrados, que seriam bonecos de um projeto secreto do país na época sobre saltos de paraquedas. Assim, encerrou-se o caso. Apesar disso, há quem ainda crê no acidente alienígena. E, por isso, esta homenagem do Google a mais um fato marcante da história.

via G1.

Doodle de Dia dos “Namolados”

O Google tem um plano infalível pra te derreter | Foto: Reprodução

O Google tem um plano infalível pra te derreter | Foto: Reprodução

 

O gigante das buscas resolveu surpreender mais uma vez: como já é comum, o logotipo da empresa (doodle) faz homenagens em algumas datas comemorativas do ano. E a data mais romântica delas não poderia ficar de fora… Neste ano, os personagens de Mauricio de Sousa foram os escolhidos para ilustrar o Dia dos Namorados. Aproveite Mônica e Cebolinha juntos como pombinhos… antes que as coelhadas comecem a aparecer!

 

Ih, você ainda não comprou o presente do seu amor? Melhor conferir as nossas dicas de presentes para o Dia dos Namorados antes que você fique solteiro sim, sozinho nunca, solteiríssimo da silva!

Regra 34: Google Glass já tem aplicativo pornô

Tits & Glass é o primeiro aplicativo só para maiores no Google Glass | Foto: Reprodução

Tits & Glass é o primeiro aplicativo só para maiores no Google Glass | Foto: Reprodução

 

Uma das máximas da internet é a famosa regra 34: “se uma coisa existe, há pornografia dela. Sem exceções”. Os óculos do maior buscador do mundo, também conhecidos como Google Glass, mal chegaram ao mercado e – logicamente – já há opções para os mais tarados assistirem pornô nele. A empresa de entretenimento adulto MiKandi lançou nesta segunda-feira (3) o Tits & Glass, que leva aos usuários filmes e fotos registrados com o novo gadget. “Diferente de outras câmeras, o uso do Glass é fácil e familiar. Por isso, você pode esquecer da tecnologia em sua cabeça e aproveitar o momento. O resultado é um visual autêntico da experiência de quem está vestindo”, explicou Jennifer McEwen, cofundadora da MiKandi, ao site Mashable.

 

Além de oferecer conteúdo gerado pelo Glass, a empresa está interessada em usar a tecnologia para experiências mais íntimas. Como exemplo, Jennifer cita o potencial para casais que moram longe e para modelos que se exibem pela internet. “Nós estamos excitados com as possibilidades do Glass para aplicações mais interativas”, disse.

 

Obviamente, serão feitas imagens em primeira pessoa num formato conhecido como POV (“ponto de vista”, em inglês), mas o que o pessoal da MiKandi está de olho são as características sociais do Glass. “Com o Glass, você pode compartilhar e interagir com os fãs e seguidores, permitindo que eles acessem intimamente suas experiências”, afirma Jennifer.

 

Assista o vídeo de demonstração do Tits and Glass, em HD:

 
 

Com informações de O Globo

Google deve abrir lojas físicas

Sergey Brin, presidente do Google | Foto: Reprodução

Sergey Brin, presidente do Google | Foto: Reprodução

 

O Google se prepara para abrir uma rede de lojas de varejo. A informação é do site 9to5Google, que diz tê-la recebido de uma fonte “extremamente confiável”. Elas deverão vender seus smartphones e tablets Nexus, além dos óculos Google Glass, que a empresa pretende lançar para o público geral no segundo semestre. O blog diz que as novas lojas vão vender uma ampla gama de produtos. Pode-se supor que os aparelhos da linha estarão entre eles, assim como os Chromebooks, notebooks que rodam o sistema operacional Chrome OS e funcionam em conjunto com serviços e aplicativos do Google na web.

 

Mas, segundo a fonte, a principal razão para essa investida no varejo seria divulgar os óculos inteligentes. Os gadgets, que obviamente rodam o sistema Android, exibem informações para o usuário e captam imagens por meio de uma câmera embutida, além de funcionar como viva voz para o smartphone. Estima-se que o Google Glass vá custar entre 500 e 1.000 dólares nos Estados Unidos. É o preço de um ótimo tablet, por exemplo. Mas muitos consumidores nem sabem para que serve o aparelhinho futurista. Assim, o Google teria chegado à conclusão de que a melhor maneira de vendê-lo é deixar as pessoas experimentá-lo. Para isso serviriam as lojas. Numa etapa posterior, a empresa teria decidido vender outros produtos nelas. As primeiras lojas devem ser abertas nos Estados Unidos, até o fim deste ano.

 

E o fato é que o gigante das buscas já vem testando o varejo há algum tempo. Nos Estados Unidos, a empresa tem quiosques dentro das lojas de eletrônicos Best Buy e até em aeroportos – estes em parceria com a Virgin. Servem para divulgar os Chromebooks. Se o Google quiser inspiração, pode dar uma olhada nas lojas da Apple. São 400 unidades em 14 países. Elas são muito lucrativas, como já declarou o CEO Tim Cook, e as mais bem localizadas estão sempre lotadas. Além disso, são estratégicas para divulgar os produtos da Apple. Mas imitar esse modelo não é fácil. Tanto a Microsoft como a Samsung possuem suas próprias lojas de varejo, mas estão longe do sucesso extraordinário da Apple nessa área. Talvez o Google tenha de encontrar sua própria fórmula em vez de apenas copiar a da rival.

 

Com informações da INFO

Os livros mais baixados da semana (10 a 16/02)

Os 15 livros mais vendidos da semana (clique para ampliar) | Infográfico: Reprodução

Os 15 livros mais vendidos da semana (clique para ampliar) | Infográfico: Reprodução

Hoje, estreamos uma seção nova aqui no Sweet Geek. Todo sábado, divulgaremos o Top 15 de livros mais baixados do Google Play Books, tanto pagos como gratuitos. Nesta semana, quem desbancou o livro inicial da trilogia 50 tons de Cinza (2º, R$ 22,41) foi Eu não consigo emagrecer, de Pierre Dukan. Na obra, cujo download custa R$ 20, o autor promete mostrar quatro passos simples para a perda de peso, sem que seja preciso passar fome ou desconforto. Também constam na lista os dois outros livros da trilogia de E.L. James, 50 tons mais escuros (3º, R$ 22,41) e 50 tons de liberdade (5º, R$ 22,41), uma obra do consultor Max Gehringer, um livro religioso, um mitológico e dois clássicos de Machado de Assis, cada um por menos de 2 reais.

Os 15 e-books gratuitos mais baixados da semana (clique para ampliar) | Infográfico: Reprodução
Os 15 e-books gratuitos mais baixados da semana (clique para ampliar) | Infográfico: Reprodução

Entre os gratuitos, a maioria do Top 15 é de livros de domínio público, biografias e romances. Na primeira posição, Amigo, Cai na Real, de autoajuda e escrito por Walter Alves Coutinho. Também no topo, @Re_vira_volta: uma experiência em twitteratura (2º), de André Lemos. Nesta semana, Camões e um projeto de Constituição do Brasil imperial também ganharam destaque. Leia e baixe e-books na loja Google Play Books!